22.12.08

Evento: CAMPANHA NATAL SEM CARNE

Participação: Vegan Staff.org
Evento: CARTA CONVOCATÓRIA MANIFESTAÇÃO
Data: 16 de Dezembro de 2008

Carta Convocatória NATAL SEM CARNE - 2008

Viemos por meio desta informar aos interessados sobre uma manifestação Pública e Pacífica que acontecera na data e local abaixo citado.

A Manifestação terá como objetivo distribuir cerca de 1000 panfletos informativos sobre a realidade dos Animais que morrem diariamente e também para servir-nos de alimento na ceia de Natal.

A Vegan Staff.org (www.veganstaff.org) e o Projeto Extinção (www.projetoextincao.blogspot.com) estão responsáveis pelas ações realizadas na cidade de São Paulo, Capital, que passa por uma série de intervenções e que terá como ato final, a manifestação aqui informada.

Caso haja interesse de qualquer apoio aos atos, pedimos que entre em contato por e-mail:

contato@veganstaff.org


DATA: 20/12/2008
LOCAL: Av. Paulista esquina Rua Augusta (São Paulo - SP)
HORA: 12:00


15.12.08

Evento: MENSAGEM DE NATAL

Participação: Vegan Staff.org
Evento: MENSAGEM DE NATAL
Data: 16 de Dezembro de 2008

O consumo de carne hoje em dia, tem sido considerado por estudiosos no assunto como um dos principais fatores da destruição do meio-ambiente. Não existindo qualquer relação sustentável, a pecuária no Brasil, é a grande responsável pela devastação da Amazônia.

A ética ambiental nasce justamente com questionamentos simples das nossas práticas cotidianas.
SEJA VEGETARIANO e ajude, da boca para dentro, a salvar o nosso Planeta! E garantir muitos outros Natais... não só para nós, humanos, como para todas as espécies!

11.12.08

Evento: SEMINÁRIO - CIRCO COM ANIMAIS: ASPECTOS ÉTICOS E JURÍDICOS - OAB/SP

Participação: Vegan Staff.org - Capitulo SP
Evento: SEMINÁRIO - CIRCO COM ANIMAIS: ASPECTOS ÉTICOS E JURÍDICOS - OAB/SP
Data: 11 de Dezembro de 2008

A Vegan Staff.org estará participando do Seminário CIRCO COM ANIMAIS.

Abertura
Dr. Carlos Alberto Maluf Sanseverino
Advogado; Conselheiro Seccional e Presidente da Comissão do Meio Ambiente da OAB SP.


Expositores
Sra. Nina Rosa Jacob
Ativista dos Direitos dos Animais; Presidente do Instituto Nina Rosa.

Dra. Renata de Freitas Martins
Advogada da Divisão de Meio Ambiente da CETESB – Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental de São Paulo; Assessora Jurídica na Mountarat Associação de Proteção Ambiental; Conselheiro Consultivo da Revista Eletrônica Pensata Animal.

Dr. Daniel Braga Lourenço
Advogada Graduado em Direito pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro – PUC RJ; Mestre em Direito, Estado e Cidadania pela Universidade Gama Filho – UGF RJ; Especialista em Direito Ambiental pela Fundação Getulio Vargas – FGV RJ.

Sr. Laerte Fernando Levai
Integrante do Ministério Público do Estado de São Paulo; Promotor de Justiça em São José dos Campos com atuação na área Criminal, Ambiental e Defesa Jurídica dos Animais.


Inscrições / Informações
Mediante a doação de um quilo de alimento não perecível ou dois quilos de ração para cães ou gatos ou vale ração, que poderá ser adquirido no dia e horário da palestra, diretamente com a Instituição Protetora dos Animais que será beneficiária da doação.
Praça da Sé, 385 – Térreo – Atendimento ou pelo site: www.oabsp.org.br


Promoção
Comissão do Meio Ambiente da OAB SP


Coordenação Geral
Dr. Fábio Frederico
Dr. Denis Donaire Junior


Apoio
Departamento de Cultura e Eventos da OAB SP
Diretor: Dr. Umberto Luiz Borges D’Urso

Ministério Público de SP
Revista Pensata Animal
Anda - Agência de Notícias de Direitos Animais
Instituto - O Direto por um Planeta Verde Instituto Nina Rosa


***Serão conferidos certificados de participação — retirar em até 90 dias***
***Vagas limitadas***


DR. LUIZ FLÁVIO BORGES D’URSO
Presidente da OAB SP




Data / Horário: 11 de dezembro (quinta-feira) - 18h45


Local: Salão Nobre da OAB SP
Praça da Sé, 385 – 1° andar

3.12.08

Evento: RESPOSTA À CRÔNICA DE WALCYR CARRASCO

Participação: Vegan Staff.org
Evento: RESPOSTA À CRÔNICA DE WALCYR CARRASCO
Data: 03 de Dezembro de 2008

Crônica de Walcyr Carrasco (walcyr@abril.com.br):

Os gastrochatos
Por Walcyr Carrasco | 19.11.2008

Todo dia surge uma nova moda culinária! Muitos adoram demonstrar seus conhecimentos sobre cada novo tempero, ingrediente, chef ou tendência! São os gastrochatos. Um dos pratos mais falados é a tal da "espuma". Faz-se espuma de tudo, até de salmão. Fico enjoado só de pensar em espuma de peixe! Um amigo comentou, entusiasmado:

– Comi o ovo perfeito!

É um ovo cozido a determinada temperatura durante horas. Mas ovo não tem sempre gosto de ovo? Na esteira vêm bolinhas que explodem na boca e outras novidades. Fruto da culinária do catalão Ferran Adrià. Reservas para seu restaurante, na Espanha, só com dois, três anos de antecedência. Furar a fila é mais difícil que fazer tomografia no INSS. Adrià realiza alguns eventos no exterior, mas poucos. Tem seus seguidores, sempre em endereços de luxo. Por estatística, é impossível que tanta gente tenha provado suas receitas, mas é chique falar a respeito. Há quem pague fortunas para comparecer a eventos culinários. E depois se exibir. Vi o cardápio de um jantar caríssimo, disputado a tapas. Entre outros itens, lá estava: tartar de tomate. Não passa de tomate cru temperado. O gastrochato jamais admitirá ter gasto uma fábula em um prato tão simples. Prefere o nome difícil: tartar! Falando das palavras: inventaram agora o "caviar" de berinjela, de abobrinha etc. etc... Caviar de verdade vem das ovas de esturjão. O resto são bolinhas pequenininhas. Quem ouve a respeito sofre ao imaginar o que está perdendo na vida. Eu digo: berinjela crua! Outra moda é a tal da "finger food". A comida é servida em porções mínimas! Para degustação! Fui a um jantar em que tudo vinha em potinhos: um dedinho de paella, outro de macarrão, e assim por diante. Passei fome. Se minha mãe servisse tão pouco, seria chamada de pão-duro. Hoje virou coisa refinada!

Também existem os gastrochatos da saúde. Os mais extremos são os da linha vegan. É o vegetarianismo radical. Uma conhecida jamais usa em vegetais uma faca que tenha cortado carne, porque está "impura". Os vegans não desfrutam nenhum derivado de animais. Nem mel. Um amigo entrou em um novo restaurante. Prato do dia: moqueca de tofu. Eu teria fugido. O inocente sentou-se. Veio tofu no azeite de dendê. Dá para imaginar coisa menos apetitosa? Reclamou. Levou bronca da dona.

– Pensei que era um tofu refogado...

– Você devia saber que moqueca tem azeite de dendê!

Correu até a hamburgueria mais próxima. Em outra época, a moda era a macrobiótica. Havia um regime à base unicamente de arroz integral que prometia deixar a saúde impecável. Um conhecido foi parar no hospital, com desnutrição. A explicação do mestre:

– Você não fez direito.

Um amigo natureba adora cozinhar para as filhas: tofu frito com cebolinha e arroz integral. Comentou, espantado:

– Descobri que elas comem bife escondido na casa das amigas!

– Você está criando duas carnívoras – expliquei. – Quem cresce comendo tofu vai se esbaldar na primeira churrascaria até antes de aprender a dirigir!

Vem mais por aí. Segundo descobertas científicas, quanto menos se ingere comida, mais se vive. É fato. Há um movimento nos Estados Unidos cujos membros comem o mínimo possível. Li numa reportagem: os seguidores fizeram um banquete em torno de fatias de beterraba! Um homem era alaranjado, com a dieta à base de cenoura! A moda vai chegar, se já não chegou ainda! Comer com os amigos é tão bom! Mas o gastrochato transforma o prazer em teoria. E a culinária em uma espécie de religião! Gastronomia é uma arte. Mas pode virar uma chatice.



A RESPOSTA da VEGAN STAFF.ORG:



Assim como gastronomia é uma arte, escrever também não foge muito de ser uma. Porém, parece que escrever sem ter informação não tem sido mais exceção.

A crônica veiculada na Revista Veja São Paulo (vejasp@abril.com.br) de 19/11/2008, cujo autor teria sido o Sr. Walcyr Carrasco (walcyr@abril.com.br) foi bastante infeliz nesse aspecto. Vê-se claramente a falta de informação e desta forma, ataca um grupo de pessoas que talvez com alguma certeza (não vou cometer o mesmo erro dele de generalizar. Isso é uma coisa horrível!) ele nem ao menos saiba pronunciar.

De fato, o "Vegan" se relaciona sim com alguma espécie de dieta. Dieta esta, chamada "Vegetarianismo Ortodoxo" por alguns, ou vegetarianismo "puro", por outros ou simplesmente dieta sem qualquer ingrediente de origem animal. Mas enfim, isso, é apenas um rótulo para uma parte da vida de um desses tão desconhecidos, pelo Sr. Walcyr, "Vegans".

Pois convenhamos que julgar um grupo, pela sua dieta, seria o mesmo que criticar Judeus como sendo "chatos" por comerem apenas alimentos livres de sangue, e sim, igualmente eles negariam a usar uma faca suja de sangue para cortar uma cenoura, como aquela própria "conhecida" citada na crônica do Sr. Walcyr. Lembrando é claro, que já que ele mesmo mencionou a questão de certas pessoas tomarem suas dietas como alguma coisa de relevância em suas vidas, vale à pena levantar o assunto de que muitas vezes, uma atitude, demonstra algum ideal. Lamento a atitude do Sr. Walcyr, mas a minha critica é, e acredito que a de todos que entendem que um "Vegan" NÃO é quem segue uma dieta, mas sim quem segue alguns outros princípios, dentre eles, sim, o de abolir das nossas refeições o uso da exploração que se tem em relação à um animal. Ou seja, acabamos assumindo uma postura bem mais ampla do que uma simples dieta. Na verdade, questionar um cotidiano em que estamos imersos a tantas más informações, a tantas pessoas que ainda sem entender nada sobre o que falam, ou escrevem, se metem a ter alguma opinião má formada sobre um certo assunto, enfim... nesse ponto, acredito que, nós, Vegans, devemos ter uma certa "pena" ou "entendimento" sobre a ignorância em relação ao assunto por parte do Sr. Walcyr.

Como ele disse? Gastrochatos? Ah sim, talvez ele um dia entenda os motivos que levam esses repulsivos humanos, os "gastrochatos" Vegans, a optarem pela não exploração, justamente, não para ser chamado de "gastrochato" por um qualquer que nem sabe do que esta falando, mas sim, para ser entendido como aquele que é veementemente CONTRA o especismo, ou seja, a posição que atualmente é assumida pela nossa "evoluída" humanidade, que se julga superior às demais espécies, por termos essa dita "razão".

Att,

Vegan Staff.org


A Crônica na Integra esta publicada em:

http://vejasaopaulo.abril.com.br/revista/vejasp/edicoes/2087/walcyr-carrasco-gastrochatos-401839.html

A Resposta da Vegan Staff.org esta publicada em:

veganstaff.blogspot.com

http://prod.midiaindependente.org/pt/blue/2008/12/434849.shtml

3.11.08

EVENTO: III SEMANA VEGETARIANA UNICAMP

Participação: Vegan Staff - Núcleo SP
Evento: III SEMANA VEGETARIANA UNICAMP
Data: 03 à 08 de Novembro de 2008

1.11.08

EVENTO: DIA MUNDIAL VEGAN

Participação: Vegan Staff - Núcleo SP
Evento: Dia Mundial Vegan
Data: 01 de Novembro de 2008

Dia 1º de novembro é comemorado desde 1994 como o Dia Mundial Vegan.
Idealizado pela Vegan Society – Sociedade Vegan (www.vegansociety.com), que na ocasião comemorava os seus 50 anos de existência. Sociedade esta, que em meados de 1944, Donald Watson com mais 6 companheiros, fundaram em Londres a primeira Sociedade que levaria a nova terminologia VEGAN (derivada de VEGetariAN) adiante.
A proposta do grupo era propor uma inserção da ética na dieta vegetariana, fazendo com que o questionamento sobre o que consumíamos, viesse do mesmo princípio, mas com uma mudança do ponto de vista.
“Vamos sim questionar nossos hábitos e culturas, mas voltados desta vez a enxergar necessidades de terceiros – no caso, dos animais!”
E desde então, a luta pelos direitos dos animais tem sido bastante atrelado à grupos e/ou indivíduos ligados diretamente à essa corrente cujos elos são formados quase que inteiramente de ética e bastante questionamento da parte daqueles que aderem o novo estilo de vida.
Em São Paulo, o Dia Mundial Vegan foi comemorado por vegans e simpatizantes da causa da libertação animal na Avenida Paulista, onde cerca de 200 ativistas se reuniram para uma passeata pacífica que partiu do vão central do MASP até a Rua Augusta, retornando então para o prédio central da Caixa Econômica Federal (também na Paulista), onde foi servido uma deliciosa Feijoada Vegetariana, não só aos participantes da passeata, mas também aos pedestres que passavam por ali, mostrando, com isso, que o vegetarianismo esta sim mais próximo do nosso paladar do que imaginamos.
O Ato também abriu a 2º Jornada Vegetariana (www.jornadavegetariana.com), que ao longo dessa semana irá realizar na cidade de São Paulo, eventos que vão desde Pic-Nic até mostra de filmes.

4.10.08

EVENTO: 2º Congresso Vegetariano Brasileiro

Participação: Vegan Staff - Núcleo SP
Evento: 2º Congresso Vegetariano Brasileiro
Data: 25 à 28 de Setembro



Durante os dias 25 a 28 de Setembro de 2008 a Vegan Staff.org esteve em Belo Horizonte para participar do 2º Congresso Vegetariano Brasileiro, realizado pela SVB – Sociedade Vegetariana Brasileira (www.svb.org.br).
Evento que aconteceu em sua primeira edição na Capital de São Paulo, no Memorial da América Latina, neste ano, aconteceu na UNI-BH, em Belo Horizonte – MG.
No Congresso, a Vegan Staff.org, além de montar o seu stand com material informativo sobre o tema Libertação Animal, fez também o lançamento oficial dos “Cadernos Anti-Especistas” (www.cahiers-antispecistes.org), projeto que reúne textos sobre o tema de autoria de filósofos franceses, cujo trabalho da Vegan Staff.org esteve voltado à revisão, editoração e lançamento dos Cadernos aqui no Brasil.
O primeiro Volume já pode ser encontrado para compra nos eventos que a Veagn Staff.org organiza e/ou participa.
Ainda no Congresso, a Vegan Staff.org apresentou no sábado, dia 27/09 uma oficina com o tema “Campanhas na Libertação Animal”, mostrando em meios práticos toda a organização e desenvolvimento de uma campanha que vise atingir objetivos específicos na Libertação Animal, com exemplos já ocorridos, inclusive no Brasil.
A Oficina contou ainda com um bate-papo com Rafael Jacobsen, ativista do GAE – Grupo de Abolição do Especismo (www.gaepoa.org) e membro da SVB, ambos de Porto Alegre.

O Congresso Vegetariano Brasileiro em sua segunda edição, contou ainda com diversas atividades voltadas a apresentar o vegetarianismo em suas diferentes vertentes e meios de atuação. Desde oficinas de ativismo até oficinas de culinária, conferências e semiários, o evento mostrou nos quatro dias de realização a importância do tema para o planeta e como ele vem sendo adotado e exercido pela comunidade brasileira.

Em breve fotos no site: www.veganstaff.org

3.8.08

EVENTO: CARTAZES

Participação: Vegan Staff - STREET TEAM
Evento: COLAGEM DE CARTAZES - SP
Data: 01 de Agosto de 2008

Na madrugada do dia 01 de Agosto foram distribuidos na Capital Paulista, na região da Rua Augusta cerca de 200 cartazes (anexo).
Uma ação de colagem de cartazes tem se mostrado bem efetiva, quando realizada de forma massiva, ou seja, muitos cartazes, em uma pequena área a ser distribuida. Além ainda de oferecer segurança, pois colar cartazes (dependendo de onde) é uma ação altamente legal, e que requer pouco cuidado e apenas, no minimo, duas pessoas, uma para caminhar com o balde de cola e outra para ir colando.
A receita de cola pode ser facilmente encontrada em:
www.sejavegetariano.xpg.com.br



16.7.08

EVENTO: BRIGADA ANTI TESTE - NÚCLEO 7

Participação: Vegan Staff - SP
Evento: ATO NÚCLEO 7 – POSICIONAMENTOS VIRTUAIS
Data: 16 de Julho de 2008

Fotos da ação em: www.veganstaff.org
Site da UNB - Ato de Domingo
CMI - Pichações no Prédio
CMI - BRIGADA ANTITESTE NÚCLEO 7
Blog do Instituto de Biologia - UNICAMP
Folha On-Line

EVENTO: BRIGADA ANTI TESTE - NÚCLEO 7

Participação: Vegan Staff - SP
Evento: ATO NÚCLEO 7 – DECLARAÇÃO VEGAN SATFF.org:
Data: 16 de Julho de 2008

A VEGAN STAFF.org tem recebido alguns e-mails e mensagens referente ao ciclo de atividades realizadas na 60º SBPC em Campinas, dentro da UNICAMP.
Ao longo de uma semana de atuação a VEGAN STAFF.org participou de manifestações pacíficas organizadas pelo O.P.A. (Organização Protetora dos Animais).
A VEGAN STAFF.org se responsabiliza, portanto, pelos atos praticados durante esta semana, exceto as “pichações” que foram praticadas nas paredes do prédio onde estariam acontecendo as plenárias do NÚCLEO 7 da SBPC.
No Domingo, dia 13 de Julho, participamos da manifestação durante o ato solene de Abertura da SBPC, que, junto com o O.P.A. estendemos uma faixa em frente à portaria principal de entrada do público. E após o início do evento, invadimos o palco com uma faixa que dizia: “Os Experimentos em Animais ATRASAM o progresso da ciência”.
Permanecemos no palco por cerca de 7 minutos e saímos aplaudidos depois de pronunciarmos uma única frase: “ATÉ QUANDO O ASSASSINATO SERÁ VISTO COMO CIÊNCIA!”.
Durante a madrugada do dia 14 de Julho, recebemos por e-mail a informação de que o prédio da Biblioteca Central (Local designado para sediar o NÚCLEO 7 da SBPC) teria sido atacado com pichações. Durante o dia, uma equipe da VEGAN STAFF.org passou pelo local para registrar as atuações. Deste modo, a VEGAN STAFF.org não tem um posicionamento contrário à tais atitudes e declara publicamente apoiar toda e qualquer passo cujo o objetivo seja a Libertação Animal.
As manifestações de panfletagem e colocação de faixas pelo O.P.A. continuaram ao longo dos dias 15 e 16.
E no evento final do NÚCLEO 7, durante o I FÓRUM DAS COMISSÕES DE ÉTICA EM EXPERIMENTAÇÃO ANIMAL DO BRASIL, a VEGAN STAFF.org organizou e atuou de forma cirúrgica contra todos os assassinatos ali defendidos como ciência.
O ícone a ser atingido foi escolhido cuidadosamente: Regina Pekelmann Markus (currículo dela em: http://lattes.cnpq.br/1924851134659071).
Coordenadora do NÚCLEO 7, e talvez a pessoa mais repulsiva durante os acontecimentos da SBPC.
Muitos indivíduos contrários à VIVISSECÇÃO estiveram também presentes na SBPC e nas plenárias organizadas pelo NÚCLEO 7, ela, e obviamente uma maioria ali presente à todo instante tentavam ridiculariazar qualquer posição contrária aos métodos ali defendidos.
Na ocasião do ultimo evento do NÚCLEO 7 (o Fórum atacado pelos membros da VEGAN STAFF.org), ela chegou a tentar expulsar os membros uniformizados da VEGAN STAFF.org da sala antes mesmo das palestras começarem.
Ela estava tensa, e isso era nítido em seus atos. Durante todo o seu momento antes do ataque, ela não parava de olhar para onde a maioria da VEGAN STAFF.org estava concentrada.
Eis que 47 minutos após o início do Fórum, a ação deu-se início.
Consistia em aplicar um bocado de tinta vermelha na coordenadora do NÚCLEO 7, representando, com o ato, a “ciência suja de sangue”.
Após os acontecimentos, pessoas da platéia, todos membros de comissões de ÉTICA (cujos rostos foram fotografados e que serão em breve divulgados, juntamente com seus respectivos nomes e locais onde atuam) reprimiram de forma altamente violenta a ação.
Porém, o ato de repressão não foi exercido somente aos membros da VEGAN STAFF.org, e sim a todos aqueles indivíduos que mantinham um posicionamento contrário à VIVISSECÇÃO.
O Ato foi realizado e proposto pela VEGAN STAFF.org, mas na platéia, existiam indivíduos e grupos que nem ao menos sabiam sobre a realização dessa intervenção.
Porém, durante o tumulto, todas essas pessoas que se levantaram para apoiar a ação, foram igualmente expulsas violentamente da sala.
As fotos mostram os rostos. As fotos mostram os fatos.
Aos que praticaram tais atos violentos, serão divulgados e expostos. OS MESMOS QUE ESTAVAM DISCUTINDO “ÉTICA”...
Agora mais do que nunca, não existe mais o diálogo. A VEGAN STAFF.org coloca-se à disposição de responder qualquer dúvida ou aceitar qualquer sugestão em relação às formas de buscar a mudança de conduta da ciência em relação aos animais. Porém, se não existe tolerância da ciência em relação à vida. JAMAIS buscaremos meios tolerantes para alcançar a LIBERTAÇÃO ANIMAL!

VEGAN STAFF.ORG

Abaixo, seguem as Cartas enviadas:

EVENTO: BRIGADA ANTI TESTE - NÚCLEO 7

Participação: Vegan Staff - SP
Evento: ATO NÚCLEO 7 – Carta à Imprensa
Data: 16 de Julho de 2008

A VEGAN STAFF.org, organização que defende e luta pela libertação animal em âmbito nacional desde meados de 2005, vem, através desta, assinar, justificar e concluir uma semana inteira de atuação em Campinas, especificamente na UNICAMP, quando, nesta ocasião, estava sendo realizado a 60º SBPC (Sociedade Brasileira para o Progresso da ciência).
Dividido em 17 Núcleos, especificamente o Núcleo 7 tratava diretamente da discussão sobre Testes com Animais durante os dias 15 e 16 de Julho. E nesta ocasião, a VEGAN STAFF.org fez a ultima atuação demonstrando a posição contrária à essa discussão travada pela organização do evento e pela coordenadora, Sra. Regina Pekelmann Markus, que nitidamente deu um posicionamento UNILATERAL ao tema.
O ato realizado consistiu em apresentar o lado de quem não esta disposto a dialogar sobre "matar ou não matar" enquanto os assassinatos continuam acontecendo.
Existem muitos meios de manifestação e esse foi o meio encontrado pela VEGAN STAFF.org
Ao longo de toda semana, existiram protestos não só da VEGAN STAFF.org, mas de vários outros grupos e indivíduos que também encontraram seus meios de protestar contra a "aceitação" de assassinar uma vida inocente.
Após a ação, membros da VEGAN STAFF.org e alguns indivíduos contrários à realização do Núcleo 7, foram agredidos e colocados para fora do local da realização do I FÓRUM DAS COMISSÕES DE ÉTICA EM EXPERIMENTAÇÃO ANIMAL DO BRASIL que fechou o ciclo de debates dentro do NÚCLEO 7 da SBPC.
Cartas (em anexo) foram enviadas à organização do evento e à Coordenadora do Núcleo, Sra. Regina Pekelmann Markus.

EVENTO: BRIGADA ANTI TESTE - NÚCLEO 7

Participação: Vegan Staff - SP
Evento: ATO NÚCLEO 7 – Carta à Sra. Regina Pekelmann Markus
Data: 16 de Julho de 2008

Talvez os motivos já estejam bem claros. Mas pensamos que ainda desta forma, algumas palavras devam ser bem definidas. Foi dito que a tinta vermelha seria "o sangue dos Inocentes".
Da mesma forma, mesmo existindo uma repudia não pessoal, mas social aos atos que a senhora pratica em relação aos animais, hoje, e nesta ação a sua personalidade foi absolutamente irrelevante. Você não representou em nosso ato, a Regina, mas sim, a "ciência". E nós? Nós não temos uma cara... nós não temos um nome... nós não temos um único grupo. Nós somos a sociedade que esta cansando de conversar e aturar o discurso quase que decorado de todos vocês (leia-se: CIÊNCIA).
Ontem foram travadas batalhas e lutas sangrentas em defesa da vida humana. Lutamos e soubemos nos organizar contra uma ideologia Nazista. Lutamos e soubemos nos organizar contra a tirania militar. Lutamos e soubemos nos libertar de um pensamento racista.
Hoje os que sofrem com a tirania praticada pela ciência nada podem fazer. Contra dentes afiados e pontiagudos dos primatas, vocês têm seus anestésicos. Contra os berros dos ratos, vocês têm os seus bisturis. Contra os latidos dos cachorros, vocês têm a força bruta.
E o que dizer agora desse ato? A sociedade clama não mais pelo diálogo. Uma vida não pode esperar sob tortura ser ou não liberta. Enquanto dialogamos, nada muda!
Vocês contornam através de seus discursos e se escondem por detrás de um diploma e justificam o assassinato que vocês sabem que praticam, em nome de uma dita ciência e de um pseudo apelo de cura.

O sangue continua sendo derramado. Você sabe! Nós sabemos!
O pequeno ?problema? que você (ciência) terá que enfrentar à partir de agora, é que não existe diálogo enquanto você estiver com um bisturi sujo de sangue de uma vida inocente nas mãos...
Seremos pacíficos até que você consiga esconder os seus atos bárbaros da sociedade. Mas quando ela começar a ver que essa falsa sensação de segurança que a ciência prega esta manchada de muito sangue, os questionamentos serão mais enérgicos e diretos.

Pense sobre isso. Pense sobre seus atos. E procure se informar sobre métodos alternativos. Eles existem, e você não será a primeira nem a última a adotá-los.

EVENTO: BRIGADA ANTI TESTE - NÚCLEO 7

Participação: Vegan Staff - SP
Evento: ATO NÚCLEO 7 – Carta à Organização da SBPC 2008
Data: 16 de Julho de 2008

Em pleno século XXI, e em um evento de relevância internacional, o mínimo que se verifica é a falta de um dos lados de uma moeda que entrou em discussão no Núcleo 7 da SBPC 2008.
Técnicas e profissionais renomados, tudo minuciosamente preparado para uma seqüência de discussão sobre um tema tão importante nos dias de hoje!
Ciência? Não!
ÉTICA!
Se a proposição de uma discussão séria e que vise melhorias futuras deve ter no mínimo um questionamento ético envolvido em sua raiz, pois de nada poderíamos nos gabar de uma tecnologia e pesquisa de ponta, sendo tão duros e cruéis os nossos métodos.
A comunidade cientifica de hoje se envergonha dos atos praticados por "médicos" nazistas contra ciganos e judeus. E negam observar sequer aqueles estudos, pois foram eles praticados em humanos.
Verdadeiras atrocidades trazidas à baila no fervor de um questionamento MUNDIAL sobre o uso de animais em experimentos. Isso é ético?
Existe ética na experimentação?
Dúvidas talvez cegas aos olhos ambiciosos daqueles que ainda conseguem enxergar lucro na perpetuação desta pratica que, inclusive, países de primeiro mundo simplesmente aboliram ou estão em processo de abolição.
E se hoje estamos correndo para mostrar a pesquisa e a ciência em âmbito nacional de uma forma verdadeiramente ética, não será ela manchada de sangue que irá conquistar o respeito e o respaldo, não da ciência dessas outras nações... mas de toda uma sociedade.
Lamentamos o fato de não ter tido a proposição de um debate sério, mostrando meios e interesse da comunidade cientifica local a questionar seus métodos e buscar por meios realmente precisos e livres do assassinato de vidas inocentes.
Se a ciência deve ou não prosseguir... talvez essa seja uma outra questão.
Mas a certeza é que a Ciência não deve passar por cima da VIDA!
Se a história relatou-nos outros trechos de conflito. Este esta sendo mais um. E um dia, ainda iremos nos envergonhar de olhar para trás e lembrar que já assassinamos humanos para estudá-los. Assim como nos envergonharemos de termos assassinado não humanos para justificar esses tais "avanços" da ciência.

23.3.08

EVENTO: Apresentação do Novo Projeto Gráfico

Participação: Vegan Staff
Evento: Apresentação do Novo Projeto Grafico
Data: 23 de Março de 2008

Complementando a futura reentrada do site da VEGAN STAFF.org no ar, e após algumas conversas sobre a atualização, não só do Logo, mas também sobre o projeto gráfico envolvido na divulgação da Libertação Animal através de uma linguagem específica, conforme nossos parâmetros.

Seguem os resultados e as alterações que à partir de agora começaram a vigorar: